Skip Navigation

South Korea Steel Industry in the World Restructuring Process

Priscila Helena Lee, University of Sao Paulo, Brazil

Introdução

Ao analisar a evolução da indústria siderúrgica mundial, é possível observar três grandes períodos, como nos aponta POSO (2007). O primeiro período vai até a década de 1970, quando o crescimento da produção de aço é baseada nas indústrias nacionais acompanhado pelo crescimento econômico. O segundo período, durante a década de 1980, é caracterizado pela estagnação da produção entre 710 milhões de toneladas ao ano, influenciada pela recessão econômica internacional, e pela ameaça da substituição do aço por materiais sucedâneos como o plástico e o alumínio. Nesse período, as indústrias, em sua maioria, permanecem nacionais em função do seu caráter estratégico para a economia do país.

E, finalmente, o terceiro período tem início na década de 1990 e permanece nos dias de hoje, quando começa o processo de reestruturação da indústria siderúrgica mundial a partir das privatizações. Entre 1990 e 1998, a participação do capital estatal diminuiu de 60% para 20%. E, POSO (2007) defende que esse processo de reestruturação é composta por deslocamento geográfico da produção mundial, nova divisão internacional do trabalho, internacionalização e concetração de capital.

Entretanto, a evolução da siderúrgia sul-coreana apresenta alguns pontos discordantes com esses três períodos, em função de fatores inerentes à sua “formação socioespacial” (SANTOS, 1977).

Download File: SRG-Lee.pdf

Center for Korean Studies